This post is also available in: frFrançais deDeutsch ruРусский enEnglish

Semana passada o Zcash, criptomoeda focada em privacidade, foi aprovada pelos reguladores do estado de Nova Iorque para ser comercializada no Gemini.

Gemini é a primeira casa de câmbio com BitLicense a negociar criptomoedas voltadas para privacidade. A aprovação do Departamento de Serviços financeiros é um sinal positivo para outras moedas que possuem funções de privacidade como Monero, PIVX, Verge e Dash. O VP de Engenharia do Gemini Eric Winer disse que eles estão “animados para fornecer aos nossos clientes uma plataforma confiável, segura e regulada para comprar, vender, e armazenar Zcash”.

O Departamento de Serviços Financeiros lançou seus próprios comentários enfatizando o fato que o Zcash tem dois tipos de transações: transparentes e protegidas. “Transações transparentes parecem com as do Bitcoin pois o balanço e as quantias da transação são publicamente visíveis na blockchain. Transações protegidas usam z-endereços e são completamente privadas. Transações associadas com z-endereços não aparecem na blockchain pública.” Os comentários também enfatizaram que as negociações estão “sujeitas a supervisão do estado”.

Estariam os governos começando a simpatizar com moedas privadas?

Uma peculiaridade do Zcash é que ele emprega ‘provas de conhecimento nulo’ ou ‘zk-SNARKS’, que é uma abreviação de ‘argumentos de conhecimento sucintos não-interativos e de conhecimento nulo’ e tornam estatisticamente impossível que terceiros espionem quem está gastando quanto em quê. A privacidade era uma das metas iniciais das criptomoedas já que acreditava-se que o Bitcoin era completamente anônimo. No entanto acredita-se que a NSA, grande agência governamental de vigilância dos EUA, tenha rastreado usuários de Bitcoin por conta de um insight do Edward Snowden. Conforme as suspeitas cresciam, mais moedas começaram a surgir com melhores funções de privacidade, mas os governos não gostaram desse desenvolvimento.

A Europol expressou preocupação quanto ao crescimento de moedas privadas e o Japão começou uma campanha ativa contra elas e desencorajou casas de câmbio de listar tais moedas. Bill Gates também falou contra moedas que dessem aos indivíduos o poder de terem mais privacidade. No entanto, apesar dessas preocupações, hove estudos indicando que a propensão das criptomoedas serem usadas para atividades ilegais é negligenciável e até mesmo menos do que as atividades ilegais conduzidas em dinheiro. Essa ação de Nova Iorque é um sinal que as opiniões do governo estão mudando. Além disso, o fato de que o Departamento de Serviços Financeiros enfatizou que o Zcash tem tanto transações transparentes quanto protegidas chama atenção para como isso aumenta a utilidade dele para os consumidores, não só pelo maior número de opções, mas também pela chance maior de aprovação regulamentar.

A Dash mantém os consumidores felizes e afasta os reguladores com funções opcionais de privacidade

A Dash também dá aos usuários a opção de mandar Dash via transações regulares ou PrivateSend, uma mistura que dispensa confiança dos valores de várias partes diferentes de maneira que o remetente original é escondido. Esta funcionalidade dá aos consumidores opções para maximizar sua utilidade, dá incentivos para garantir que a rede não seja saturada com pedidos desnecessários, e demonstra que muitos usuários da Dash não estão usando ela especificamente pelas funções de privacidade. O último benefício é particularmente relevante já que apesar das opiniões estarem mudando, como mencionado antes, muitos governos ainda têm um medo irracional de indivíduos usado criptomoedas para fins ilícitos. Ter ambas as opções em uma única criptomoedas mostra aos corpos regulatórios que a Dash está sendo primariamente usada para melhorar a vida das pessoas.

Além disso, a Dash é estruturada para permitir que todas as transações estejam sempre visíveis na blockchain. Isso demonstra ainda mais para os reguladores que a Dash não está encorajando atividades ilegais e portanto deve acalmar a maior parte dos medos acerca da Dash. Quaisquer medos restantes quanto a proteção do consumidor também não são problema, já que a Dash é estruturada para incentivar todas as partes a agirem de acordo com os interesses dos consumidores e oferecerem o melhor serviço possível para melhorar suas próprias posições. Esta característica pode ser observada nos incontáveis indivíduos adotando a Dash em vários países devido, em parte, ao excelente desenvolvimento e eventos de divulgação facilitados pelo sistema de governança incentivada da Dash. Assim, a Dash é capaz de contra-argumentar muitas objeções em potencial dos reguladores.